Google+ Followers

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Adeus, Dolores!



A nuvem no céu cinzenta
A água de pentacores
Beijei-a, sabor de menta
Deixei a morrer de amores

Caiu doce chuva lenta
Lavou todos os calores
Encheu a fonte sedenta
Afogou sonhos e flores

Não chora amor, não lamenta
Que o tempo atenua as dores
O prazer da vida se reinventa
Basta gozar novos sabores

Nenhum comentário:

Postar um comentário